Facebook, a história de um crime contra as liberdades

Há um tempo sabemos que Facebook apresenta uma ameaça pra nossa privacidade e as nossas liberdades. Neste post farei um breve recopilatorio com algumas das notícias que chamaram minha atenção sobre o assunto. Este post em formato timeline ou linha do tempo será atualizado quando surjam novidades. Notícias em espanhol (es), inglês (en) e português (pt).

Vamos começar pelo mais complexo, quer saber que informação diz Facebook ter de você? (clique no tweet pra ver o fio completo ou faça clique aqui: https://threadreaderapp.com/thread/977559925680467968.html)

Se quiser aprofundar um pouco mais, pode ver os 98 ítens que a redes social oferece aos anunciantes para segmentar as campanhas de publicidade (98 personal data points that Facebook uses to target ads to you), mas não esqueça que esses são alguns dos dados que o Facebook tem de vc.

E agora sim, vamos com o timeline ou linha do tempo com algumas das notícias sobre privacidade e censura da rede social.

Timeline

09/2018. Facebook pega dados que vc não deu pra eles criando seu perfil na sombra. Facebook usa tu número de teléfono, obtenido de la verificación en dos pasos o las agendas de contactos, para mostrarte publicidad https://m.xataka.com/privacidad/facebook-permite-a-anunciantes-mostrarte-publicidad-incluso-datos-que-nunca-has-compartido-red-social/amp?__twitter_impression=true

09/2018. Depois da última brecha de segurança reconhecida, FB não permite compartilhar a notícia a alguns usuários. Facebook is blocking users from posting stories about its security breach https://techcrunch.com/2018/09/28/facebook-blocks-guardian-story/amp/?__twitter_impression=true

09/2018. Novo escândalo de segurança deixa 50 milhões de contas em risco. Everything you need to know about Facebook’s data breach affecting 50M users https://techcrunch.com/2018/09/28/everything-you-need-to-know-about-facebooks-data-breach-affecting-50m-users/

09/2018. Facebook mentiu quando assegurou á UE que não cruzariam dados com WhatsApp. Brian Acton, cofundador de WhatsApp, cuenta cómo Facebook se aprovechó de él: “Vendí la privacidad de mis usuarios”. https://hipertextual.com/2018/09/brian-acton-cofundador-whatsapp-facebook-privacidad

09/2018. Os criadores de Instagram saem da companhia reclamando contra Zuckerberg. Golpe a Facebook: los creadores de Instagram se van y cargan contra Zuckerberg https://www.elconfidencial.com/tecnologia/2018-09-25/instagram-fundadores-renuncia_1620533

08/2018. Facebook censura uma foto do holocausto por nudez. Facebook pulls post by Anne Frank Center after seeing only nudity in a photo of the Holocaust https://techcrunch.com/2018/08/30/failbook/?guccounter=1 (en)

08/2018. Facebook tenta fazer um acordo com vários bancos nos EUA para expandir a ofertas de serviços financeiros. Facebook to Banks: Give Us Your Data, We’ll Give You Our Users https://www.wsj.com/articles/facebook-to-banks-give-us-your-data-well-give-you-our-users-1533564049 (en)

08/2018. Facebook acusado de discriminar em seus anúncios. Acusado de discriminação, Facebook vai excluir 5 mil categorias de anúncios https://www.tecmundo.com.br/redes-sociais/133442-acusado-discriminacao-facebook-excluir-5-mil-categorias-anuncios.htm (pt)

08/2018. Criam um VPN (Onavo) pra proteger aos usuários de serem espiados, mas seu app é o espião de tudo o smartphone. Apple presiona a Facebook y retira Onavo del App Store: el VPN que espía todos tus movimientos. Http://hipertextual.com/2018/08/facebook-retira-onavo-app-store (es) https://www.wsj.com/articles/facebook-to-remove-data-security-app-from-apple-store-1534975340?mod=djemalertNEWS (en)

06/2018. 7 Patentes assustadoras de Facebook: 1) predição dos seus relacionamentos, 2) sua personalidade e 3) seu futuro, 4) identificar sua câmera de fotos, 5) escutar o som ambiental (o que vc assiste e não na sua tv), 6) fazer um seguimento da sua rotina, e 7) inferir seus hábitos. What 7 Creepy Patents Reveal About Facebook https://www.nytimes.com/interactive/2018/06/21/opinion/sunday/facebook-patents-privacy.html (en)

04/2018. Espia e monitora suas conversações no Messenger. Facebook confirms it spies on your Messenger conversations. https://thenextweb.com/facebook/2018/04/05/facebook-confirms-it-spies-on-your-messenger-conversations/ (en)

04/2018. Mark Zuckerberg declara no Senado dos EUA. Um senador faz uma das perguntas mas simples e comprometedoras de toda a declaração.

– Mr. Zukerberg, vc se sentiría confortável compartilhando o nome do Hotel aonde ficou a passada noite?

– Ummm… ammm… não!

– Se enviou uma mensagem para alguem durante a semana, compartilharia conosco as pessoas as quais enviou as mensagens?

– Senador, não, provavelmente escolheria não compartilhar essa informação aqui.

– Acho que todo o que esta acontecendo aqui é sobre isso, sobre o seu direito à privacidade e os limites de seu direito de privacidade

04/2018. Reconhecem ter uma brecha de segurança que pode afectar aos dados de todos os usuários de Facebook. Zuckerberg: Most of Facebook’s 2 billion users should assume their data has been compromised. https://thenextweb.com/facebook/2018/04/05/zuckerberg-facebooks-2-billion-users-assume-data-compromised/ (en) . Revealed: 50 million Facebook profiles harvested for Cambridge Analytica in major data breach https://amp.theguardian.com/news/2018/mar/17/cambridge-analytica-facebook-influence-us-election?CMP=share_btn_tw&__twitter_impression=true (en)

03/2018. O cofundador do Whatsapp (companhia comprada por Facebook) recomenda deixar de utilizar o Facebook com o hashtag #deletefacebook. WhatsApp co-founder says it’s time to delete Facebook https://www.dailydot.com/debug/acton-whatsapp-deletefacebook/ (en)

03/2018. Utiliza WhatsApp ou Instagram? Fique tranquilo vc tb é espiado, os dois app enviam seus dados para Facebook. WhatsApp e Instagram no se libran: así envían tus datos a Facebook para espiarte https://www.elconfidencial.com/tecnologia/2018-03-22/whatsapp-instagram-facebook-cambridge-analytica-privacidad_1539046/ (es)

03/2018. Cambrigde Analytica: A brecha de segurança foi utilizada pra roubar dados de 50 milhões de eleitores de EUA e influir nas eleições. Descobrem que mudando a dieta informativa de algumas pessoas é possível influenciar seu voto. https://www.elconfidencial.com/tecnologia/2018-03-19/cambridge-analytica-facebook-datos-cambian-mente_1537712/ (es). How Trump Consultants Exploited the Facebook Data of Millions https://www.nytimes.com/2018/03/17/us/politics/cambridge-analytica-trump-campaign.html (en). The Cambridge Analytica Files https://www.theguardian.com/news/series/cambridge-analytica-files (en). El escándalo de Cambridge Analytica resume todo lo que está terriblemente mal con Facebook https://m.xataka.com/privacidad/el-escandalo-de-cambridge-analytica-resume-todo-lo-que-esta-terriblemente-mal-con-facebook (es)

03/2018. Espia todas as ligações feitas e recebidas no seu telefone, mensagens, a quem, quando, etc em Android. Facebook scraped call, text message data for years from Android phones. https://arstechnica.com/information-technology/2018/03/facebook-scraped-call-text-message-data-for-years-from-android-phones/ (en). La privacidad en Facebook no existe: Zuckerberg conoce (casi) todo de sus usuarios, hasta sus llamadas y SMS si tienen Android m.xataka.com/privacidad/la-privacidad-en-facebook-no-existe-zuckerberg-conoce-casi-todo-de-sus-usuarios-hasta-sus-llamadas-y-sms-si-tienen-android/ (es)

03/18. Snowden diz que Facebook é uma companhia de vigilância renomeada de “mídia social”.

03/2018. Se vc não tiver Facebook não importa, coletam seus dados igualmente. Ao navegar na internet deixamos um rastro que eles coletam. Hard Questions: What Data Does Facebook Collect When I’m Not Using Facebook, and Why? https://newsroom.fb.com/news/2018/04/data-off-facebook/ (en)

03/2018. Facebook censura uma pintura icônica da revolução francesa. Facebook censura os seios d'”A Liberdade guiando o povo” de Delacroix https://sicnoticias.sapo.pt/mundo/2018-03-19-Facebook-censura-os-seios-dA-Liberdade-guiando-o-povo-de-Delacroix (pt)

03/2018. Facebook censura uma estatua de 27.000 anos símbolo da fertilidade. O cariz pornográfico da Vénus de Willendorf (segundo o Facebook) https://sicnoticias.sapo.pt/mundo/2018-03-01-O-cariz-pornografico-daVenus-de-Willendorf–segundo-o-Facebook- (pt)

05/2017. Apaga as Cookies achando que ninguém vai espiar vc? Las ‘supercookies’ que todo lo saben (url no infográfico)(es)

https://www.elperiodico.com/es/sociedad/20170518/como-funcionan-supercookies-6046202

09/2016. Facebook censura uma foto ganadora do prêmio Pulitzer que representa a miséria da guerra. Facebook censura la icónica foto de la Guerra de Vietnam https://www.eleconomista.com.mx/tecnologia/Facebook-censura-la-iconica-foto-de-la-Guerra-de-Vietnam-20160909-0015.html (es)

Vc acha que falta alguma notícia relevante? Se quiser, fique a vontade de colocar nos comentários.

O Paradoxo da Escolha

O Paradoxo da Escolha (The Paradox of Choice), de Barry Schwartz, é uma ideia aplicável ao modelo capitalista atual e a ansiedade que as vezes enfrentamos ante as inúmeras possibilidades de escolha de um produto.

Ter mais opções pode levar a pensar que significa ter mais liberdade, mas isso não acontece exactamente assim. As vezes ter muitas opções supõe frustração, ter grandes expectativas (até quando não corresponde) que são difíceis de cumprir e adiar a decisão da escolha, porque temos medo de errar.

Um vídeo muito recomendável para entender como nos sentimos nestas situações e com subtítulos em português, inglês, espanhol, etc.

Fonte: ¿A quién no le ha pasado? La interminable tarea de seleccionar algo que ver en Netflix y la «paradoja de la elección». https://www.microsiervos.com/archivo/peliculas-tv/algo-para-ver-en-netflix.html

E vc, já teve essa sensação alguma vez?

Todas as licenças Creative Commons são Open Access?

As licenças Creative Commons são excelentes ferramentas para o mundo da ciência, da educação, entre outros. E complementam maravilhosamente ao movimento de Acesso Aberto (Open Access em inglês), que pretende que os usuários possam acessar on-line aos trabalhos de outros autores sem ter que pagar por isso, e ainda assim, garantindo alguns direitos.

No passado evento CONFOA (2017) apresentamos um trabalho, Elisani Almeida Bastos e eu, sobre um assunto que, embora muito já se tenha falado e escrito, ainda aparecem opiniões diversas nos eventos e artigos sobre a matéria. A questão é:

Todas as licenças Creative Commons são Open Access (OA)?

Open Access
Creative Commons

Isto é, quando uma revista científica diz ter uma licença CC by-nd-nc, essa revista ou esse trabalho deveria ser considerado parte do movimento de Acesso Aberto?

No vídeo apresentamos brevemente as nossas conclusões, com base nas 3 principais declarações de Acesso Aberto: Budapeste, Bethesda e Berlim.

Desculpem o meu português, continua em eterno andamento 😛

Acesso Aberto e Licenças Creative Commons: todas as licenças são OA (Open Access)? from Projeto RCAAP on Vimeo.

E você, acha que mais alguma das licenças deveriam ser consideradas como OA? Por qué?

O monopólio da mídia e a homogeneidade do discurso [video]

O problema da mídia ser controlada apenas por um grupo empresarial é que uma mesma mensagem pode ser repetida tantas vezes quanto seja preciso para que nosso ponto de vista seja predominante. Diferentes canais dos EUA apresentam o mesmo roteiro, exatamente igual. E se você escutar a mesma mensagem em diferentes canais, acreditará nele?

Podemos resumir dizendo: “This is extremely dangerous for [our] democracy“, ou “Isto é muito perigoso para a democracia“.

 

 

Hábitos en el uso de información los estudiantes universitarios (Libro gratis)

Hace un par de días ha salido finalmente publicado en pdf el libro “Competência em INFORMAÇÃO: Políticas Públicas, teoria e prática”, con Fernanda Maria Melo Alves, Elisa Cristina Delfini Corrêa y Elaine Rosangela de Oliveira Lucas como 0rganizadoras.

Aléxia Corujas. Imagen con todos los derechos reservados.

Entre las interesantes contribuciones que aparecen en el libro aparece la investigación que llevé a cabo junto con Juan-Carlos Fernández-Molina, dedicada a los “Hábitos en el uso de la información de los estudiantes universitarios: el caso de la Universidad de Extremadura”.

En esta obra se abordan asuntos tales como el principal lugar de estudio para los estudiantes, donde la biblioteca no juega el papel que nos gustaría; el uso de obras en papel vs. digital, donde la convergencia digital y la indiferencia por el formato es uno de los puntos más llamativos; las principales fuentes de información, que no son las grandes bases de datos por las que el estado paga millones para su acesso; y las principales competencias en las que los alumnos han recibido formación.

El libro en español y portugués, puede ser descargado desde el repositorio de la Universidad Federal de Bahia (UFBA), Brasil, en este enlace: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/22598

Esperemos que en las próximas oportunidades sea posible publicar con una licencia Creative Commons. 😉

El poder de la privacidad [Documental subtitulado]

El diario inglés The Guardian está detrás de un interesante documental “El Poder de la Privacidad” (The Power of Privacy), donde se recogen algunas cuestiones, dudas y problemas relacionados con nuestra privacidad en internet.

El documental, de 29 minutos, dirigido por Callum Cooper & Matthias Hoegg, ganó el premio British Animation Awards 2016: Best Film/TV Graphics y lleva de viaje a Aleks Krotoski a diferentes lugares de mundo para analizar su huella digital (digital footprint), hackear su computador o conocer como se puede eliminar información no deseada que aparece sin nuestro consentimiento en internet, entre otros.

Documental de The Guardian,

Antes de acabar, y para aquellos a los que no les preocupa la privacidad, porque afirman no ocultar nada, no olvidéis las palabras de Edward Snowden:

Fuente: http://enriquemuriel.prof.ufsc.br/edward-snowden-la-privacidad/

Y tú qué piensas, ¿te interesan las cuestiones de privacidad?

Todas as capas do The New York Times desde 1852 em um minuto [vídeo]

Um vídeo de Josh Begley apresenta todas as capas da versão impressa de um dos jornais mais importantes do mundo, The New York Times, desde o ano 1852. Nele podemos ver a mudança da diagramação dos elementos em apenas um minuto. O texto e sua quantidade e disposição, a cor das fotos que passa de branco e preto ao colorido, bem como, o tamanho das imagens, entre outros.

Every NYT front page since 1852 from Josh Begley on Vimeo.

E você, conhece algum outro projeto como este?

Edward Hopper en movimiento: fotos animadas de sus obras

Edward Hopper (1882-1967) fue un pintor realista estadounidense, destacado por su particular estilo y sus retratos sobre la soledad de los individuos.

Ahora un proyecto de la compañía Orbitz, que lleva por nombre Edward Hopper In Motion,  recupera algunas de sus pinturas con unas sencillas animaciones, que realzan el valor de la obra del artista.

 

En la National Gallery of Art de EEUU se puede encontrar información contextualizada dentro de las propias pinturas, con algunos de sus detalles más relevantes.

 

 

 

 

 

 

 

En The Art Story se pueden leer las descripciones de varias de sus obras, mientras que en la Wikimedia es posible descargarse algunas de sus pinturas, libre de derechos, claro.

¿Conoces algún proyecto similar con otros artistas?

Para saber más:

Edward Hopper. Wikipedia. https://es.wikipedia.org/wiki/Edward_Hopper